BLOG

 Em

As 3 razões da preguiça

A preguiça é um dos 7 pecados capitais e está associada com a falta de vontade ou ânimo para fazermos alguma atividade. Por mais prejudicial que ela possa ser, é inevitável que todos nós a sintamos vez ou outra. Entretanto, sua existência tem motivos biológicos

No frio, após as refeições e à noite são ocasiões em que a preguiça atinge o nível máximo. No inverno, as pessoas ficam mais quietas e recolhidas, em uma tentativa do organismo de não perder tanto calor e conseguir manter a temperatura. Por conta disso, academias, parques e outros locais ficam mais vazios. Mas é justamente nesta época que se perde menos água e se gasta mais energia para se manter vivo. Ou seja, é o momento ideal para se mexer.

Com a atividade física, a disposição, o tônus muscular e a energia melhoram, motivados pela ação da endorfina, um neurotransmissor associado à sensação de prazer e bem-estar. Além disso, uma dieta balanceada, com pratos coloridos e alimentos ricos em potássio, confere todos os nutrientes necessários para os exercícios e ainda evita cãibras.

Assim, nossa equipe separou as razões físicas e biológicas que interferem diretamente na sensação de preguiça que o corpo humano sente. Confira a lista:

 

1- Depois de comer:

Durante o processo de digestão, o sangue libera ácidos no estômago para digerir os alimentos. Essa diminuição de ácidos no sangue reduz também o fluxo sanguíneo cerebral. Assim, o nosso sistema nervoso acaba trabalhando num ritmo mais lento e sentimos aquela moleza depois de uma refeição.

 

2- Durante a noite:

Os olhos percebem a redução de luminosidade no ambiente e isso repercute diretamente na glândula pineal, no cérebro. A produção de melatonina aumenta (o hormônio responsável pelo sono) e a vontade de dormir surge.

 

3- No frio:

A tireóide acelera a produção hormonal, o que leva a  uma maior queima de calorias para compensar o baixo calor do ambiente e manter a temperatura corporal normal. Com isso, o gasto energético é maior e a tendência é da pessoa ficar mais parada e quieta.

Deixe um comentário

O que te faz feliz? Ficar antenado!

Assine agora nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

Últimas notícias do blog